logo

Dosagem de biomarcadores no sangue pode prever hemorragia ou crescimento de cavernomas cerebrais

SONIZA CLEONICA E FABRICIA 2Dosagem de biomarcadores no sangue pode prever hemorragia ou crescimento de cavernomas cerebrais

O cavernoma cerebral é uma malformação comum dos vasos sanguíneos cerebrais, ocorrendo em quase 0,5% da população, criando o risco de hemorragia cerebral, epilepsia e deficiência neurológica progressiva por toda a vida.

Em sua forma isolada, surge como uma lesão única (2/3 dos casos) e na forma familiar, desenvolvem-se múltiplas lesões cerebrais.
Tais lesões podem sangrar ou crescer levando à sequelas neurológicas importantes, sendo imprevisível, até recentemente, qual comportamento de cavernomas individualmente.
Estudos feitos pelo grupo da Universidade de Chicago já demonstravam a influência de inflamação e a progressão do cavernomas cerebrais, com hemorragia ou crescimento.
O mesmo grupo, sob liderança do prof. IssamAwad, acaba de publicar, em Maio 2018, na revista Circulation Research ( Plasmabiomarkersofinflammationandangiogenesispredict cerebral cavernousmalformationsymptomatichemorrhageorlesionalgrowth. CircRes;122:1716-1721, 2018) o primeiro estudo com previsão de atividade de doença, associando biomarcadores plasmáticos e risco de sangramento e/ou crescimento dos cavernomas.

Os autores sugerem a validação dos resultados em estudos de outras populações também portadoras de cavernomas cerebrais.

O grupo de pesquisas em cavernomas cerebrais da UFRJ, liderado pelo Prof. Jorge Marcondes, em conjunto com o Instituto de Biologia da UNIRIO, com Profas. Soniza Leon , Cleonice Bento e a DraFabricia Fontes, graças ao apoio de emenda parlamentar do Senador Romário e da Deputada Federal Mara Gabrili, vem empenhando-se em pesquisas para diagnóstico e tratamento de cavernomas cerebrais.
O grupo estará, no segundo semestre de 2018, disponibilizando o teste dos biomarcadores sanguíneos para toda população brasileira, bastando para isso fazer o registro de doença no site www.cavernoma.org.br para estabelecer datas para realizar os testes.
Esses testes poderão demonstrar a mesma capacidade de previsão de hemorragia do estudo de Chicago, na população brasileira.

Screen Shot 2018 06 24 at 3.01.30 PM